Do Supremo

STF

Dodge: condução coercitiva com aval de juiz não trata alvo como culpado e não é excesso

PGR pede derrubada da decisão liminar de Gilmar Mendes que suspendeu aplicação do instrumento no país

Pezão; Raquel Dodge; eleitoral
Procuradora-geral da República, Raquel Dodge Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, recorreu nesta terça-feira (13/3) contra a decisão do ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, que concedeu uma liminar para suspender a condução coercitiva para interrogatório em todo o país (leia a íntegra do agravo). Segundo a chefe do MP, proibir a condução coercitiva para o fim de qualificação pessoal […]

Leia este texto gratuitamente

Cadastre-se e tenha acesso a dez conteúdos todo mês.

cadastre-se agora. é grátis!

Informações confiáveis, assertivas e úteis. ​Leia e entenda por que o JOTA ​foi eleito a melhor startup de informação do mundo.