Do Supremo

12 anos e 6 meses

Condenado a regime fechado, ex-deputado cumprirá domiciliar por tratamento de câncer

Em maio de 2017, Paulo Feijó foi condenado por corrupção e lavagem de dinheiro

Ministra Rosa Weber durante sessão plenária do STF. Foto: Carlos Moura/SCO/STF

Condenado a 12 anos e 6 meses de prisão pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro em maio de 2017 pelo Supremo Tribunal Federal, o ex-deputado Paulo Feijó (PR-RJ) vai começar a cumprir pena em regime domiciliar. Por decisão da ministra Rosa Weber, do STF, ele terá que usar tornozeleira eletrônica e só pode sair […]

Leia este texto gratuitamente

Cadastre-se e tenha acesso a dez conteúdos todo mês.

cadastre-se agora. é grátis!

Informações confiáveis, assertivas e úteis. ​Leia e entenda por que o JOTA ​foi eleito a melhor startup de informação do mundo.


Sair da versão mobile