Controle Público

Algo que aprendi como árbitro em Direito Público

Limitando os individualismos exuberantes, a arbitragem privilegia o Direito

Imagem: Pixabay

É fácil julgar sozinho. Ainda mais questões públicas, para as quais em geral temos opiniões prévias e firmes. Na primeira vez em que fui árbitro, há anos, eu já tinha traquejo com situações complexas. Mesmo assim, assinei o termo inicial achando meio óbvio o desfecho futuro do caso. Nesse meu batismo como julgador, as partes […]

Leia até 10 matérias/mês no cadastro gratuito e receba conteúdo no seu e-mail

cadastre-se

Conteúdo exclusivo

Para continuar a ler, faça login

Não tem uma conta no JOTA Info? Tenha acesso agora!