Repercussão

Quebra de sigilo coletiva baseada em localização afronta garantias, dizem advogados

Vladimir Aras, procurador regional da República, defende que medida é adequada para crimes graves. Veja outras opiniões

quebra coletiva
Crédito: Pixabay

O JOTA revelou em reportagem especial publicada nesta segunda-feira (27/5) uma série de decisões judicias determinando a quebra coletiva e indeterminada de sigilo de dados com base apenas na localização de um fato criminosos e durante um espaço de tempo. A reportagem elenca pedidos e decisões, como os registrados no caso do assalto milionário à Prosegur […]

Leia até 10 matérias/mês no cadastro gratuito e receba conteúdo no seu e-mail

cadastre-se

Conteúdo exclusivo

Para continuar a ler, faça login

Não tem uma conta no JOTA Info? Tenha acesso agora!