npr.org

Quarteto The Dave Brubeck Brothers lança Timeline

Novo CD com filhos do grande Brubeck celebra 60 anos da histórica turnê do pai pela Eurásia

Não é nada fácil para quem tem ou teve como pai um artista célebre provar o seu próprio valor, e não ser conhecido apenas como “o filho de …”. E este sempre foi o caso dos três filhos também músicos do pianista e compositor Dave Brubeck (1920-2012), uma das maiores figuras da história do jazz.

O também pianista Darius, o baixista e trombonista Chris e o baterista Dan, hoje sexagenários, são jazzmen da “Primeira Liga” que acabaram por ter de assumir o peso do sobrenome. Darius, o mais velho, vive na Inglaterra, e lidera o Darius Brubeck Quartet. Mas Chris e Dan continuam a se apresentar nos mais conceituados clubes e festivais de jazz mundo afora como líderes do Brubeck Brothers Quartet, que é completado por Mike DeMicco (guitarra) e Chuck Lamb (piano).

Pois o BBQ aproveitou este ano para celebrar o 60º aniversário da histórica turnê de tres meses do Dave Brubeck Quartet (com o também inesquecível Paul Desmond no sax alto) pela Europa e Ásia, em plena “Guerra Fria”, sob os auspícios do Departamento de Estado. No ano seguinte (1959), o quarteto do grande músico lançaria pela Columbia o LP Time Out (com a irresistível faixa Take five), que foi o primeiro álbum de jazz a vender mais de um milhão de cópias.

O CD celebratório do quarteto dos mais novos dos Brubeck Brothers – que na época daquela turnê mundial tinham entre 2 e 5 anos – intitula-se Timeline (Blue Forest Records), e já está disponível nas lojas e plataformas virtuais. Das 11 peças da seleção, sete são da pena do patriarca, a partir de Blue rondo à la Turk (7m30) – inesquecível composição em 9/8, lançada por Dave naquele LP Time Out, e que mescla a batida dos músicos de rua que ele ouviu em Istambul, com a forma do rondó e a alma do blues.

Os outros temas de mestre Brubeck constantes da setlist são menos famosos, mas nem por isso menos atraentes: Far more blues (6m55), que evolui de um lento 4/4 para um rompante em 5/4; Easy as you go (6m10), com Chris trocando o baixo pelo trombone baixo; Since love had its way (5m45), com solo do guitarrista DeMicco logo no início; Tritonis (7m45), uma composição que Dave gravou num disco para a Concord, em 1980; The golden horn (4m35), também colorida pela modalidade e ritmo orientais, e uma das faixas do LP Jazz Impressions of Eurasia (Columbia), que o quarteto do papai Dave lançou logo depois da turnê mundial de 1958; Thank you/Dziekuje(6m50), balada composta na Polônia, depois de uma visita do pianista à casa de Chopin, e que tem, mais uma vez, um solo de Chris no trombone.

No novo álbum do Brubeck Brothers Quartet há ainda originais do guitarrista Mike DeMicco, do baixista Chris e do pianista Chuck Lamb. O primeiro contribui com North Coast (4m35); Chris com Wise men (6m30); Lamb comBoundward home (6m30) e Prime directive (7m).

Nas notas escritas por Chris Brubeck para a edição de Timeline lê-se: “2018 marca o 60º aniversário do histórico tour dos membros do Dave Brubeck Quartet como embaixadores oficiais do jazz. Queríamos celebrar o impacto que aquela turnê de 80 concertos na Eurásia teve na música de Dave, na cultura americana, no mundo do jazz e na nossa família. O tour de 1958 inspirou alguns dos mais memoráveis temas de Dave, e teve um importante impacto na história de nossa família. Há uma timeline entre as memórias pessoais de minha família e a nossa evolução musical através dos anos”.

(Samples das faixas de Timeline em: https://itunes.apple.com/ca/album/timeline/1363340624)

Os artigos publicados pelo JOTA não refletem necessariamente a opinião do site. Os textos buscam estimular o debate sobre temas importantes para o País, sempre prestigiando a pluralidade de ideias.

Comentários