Jazz

Requisitado

New York Voices: Reminiscing in Tempo

Premiado quarteto vocal comemora 30 anos com novo álbum

Foto: divulgação

O quarteto vocal New York Voices está comemorando o 30º aniversário, mantendo a mesma formação desde 1992. Tão apreciado e requisitado na sua especialidade como o Manhattan Transfer, o grupo jazzístico – que tem o tenor Darmon Meader como diretor musical – ganhou o seu primeiro Grammy em 1997, por conta de um disco com a Count Basie Orchestra. Em 2003, conquistou outro “gramofone de ouro” (“Best Latin jazz album”) com o CD Brazilian Dreams (MCG), gravado na companhia do saxofonista Paquito D’Rivera, do trompetista Claudio Roditi, do pianista Hélio Alves, mais seção rítmica.

Pois Darmon Meader, o barítono Peter Eldridge e as sopranos Lauren Kinhan e Kim Nazarian estão celebrando a significativa data com o lançamento do álbumReminiscing in Tempo (Origin Records), apresentado no site do grupo como “uma exibição de seus arranjos vocais marcados por elegante ponto de vista em termos de melodia, harmonia e forma”, a partir de temas de compositores muito admirados pelo quarteto vocal, tais como Duke Ellington (autor da faixa-título), Chick Corea, Dave Brubeck, Fred Hersch, John Lennon, Paul McCartney e Ivan Lins.

Em sessões gravadas entre outubro de 2017 e setembro do ano passado, o New York Voices interpreta os arranjos, em sua maioria de Darmon Meader (que também toca saxofones alto e tenor), em interação com um conjunto instrumental de dois trompetes, dois trombones, sax barítono, contrabaixo, bateria e eventualmente guitarra.

Dos 12 títulos do programa, o primeiro é o mais longo (7m10) e o mais festivo: Round, round, round (Blue Rondo à la Turk), um arranjo daquele “rondó” em 9/8 de Dave Brubeck constante do célebre LP Time Out (Columbia, 1959), com a letra criada por Al Jarreau e uma seção em vocalese, escrita por Lauren Kinhan, baseada nos solos originais de Brubeck e do sax alto Paulo Desmond.

O NYV interpreta a capella duas faixas: In my life (3m10), dos Beatles, e Los tres golpes (2m10) de Ignacio Cervantes (1847-1905) – esta levada num contraponto “bachiano”. O compositor cubano é também o autor de Invitación (4m05).

A faixa-título do novo álbum (5m) tem tratamento bem romântico (com prelúdio do pianista Andy Ezrin), assim como A dance for me (4m), de autoria de Fred Hersch, eThe forecast is sunny (4m45), escrita pela soprano Lauren Kinhan. Já Moments in a mirror (4m05), de Damon Meader, apenas com seção rítmica, inclui scat singing e “percussão corporal” provida por Gabriel Hahn. O velho standard de Cole Porter It’s all right with me (5m05) é recriado com muito swing pelo quarteto vocal, com a participação de todos os instrumentistas inclusive em solos. A banda de seis sopros também se destaca em Answered prayers/É de Deus (5m05), tema de Ivan Lins, com letra de Peter Eldridge.

(Samples deste álbum em: https://music.apple.com/br/album/reminiscing-in-tempo/1474292060)


Faça o cadastro gratuito e leia até 10 matérias por mês. Faça uma assinatura e tenha acesso ilimitado agora

Cadastro Gratuito

Cadastre-se e leia 10 matérias/mês de graça e receba conteúdo especializado

Cadastro Gratuito