Legislativo

CPI da Pandemia

Após falas de Bolsonaro, Queiroga diz esperar que relação com China siga positiva

Ministro se recusou a atacar Bolsonaro em depoimento de mais de 8 horas à CPI da Pandemia

marcelo queiroga
Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga na CPI da Pandemia. Créditos: Edilson Rodrigues/Agência Senado

Um dia depois do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) voltar a atacar a China, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, minimizou o impacto das declarações do chefe para relações diplomáticas e obtenção de vacinas e insumos pelo Brasil. Em depoimento à CPI da Pandemia, Queiroga argumentou que não houve ataque literal aos chineses e disse […]

Leia este texto gratuitamente

Cadastre-se e tenha acesso a dez conteúdos todo mês.

cadastre-se agora. é grátis!

Informações confiáveis, assertivas e úteis. ​Leia e entenda por que o JOTA ​foi eleito a melhor startup de informação do mundo.