Do Supremo

STF

Teori Zavascki libera para julgamento denúncia de Gleisi e Paulo Bernardo

O ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal (STF), liberou, novamente, para a pauta da sessão da 2ª Turma do tribunal a denúncia contra a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) e o marido dela Paulo Bernardo na operação Lava Jato. Ainda não se sabe quando será o julgamento, o ministro Gilmar Mendes é quem vai decidir a nova data

Gleisi Hoffmann - Jefferson Rudy/Agência Senado
Gleisi Hoffmann - Jefferson Rudy/Agência Senado

O ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal (STF), liberou, novamente, para a pauta da sessão da 2ª Turma do tribunal a denúncia contra a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) e o marido dela Paulo Bernardo na operação Lava Jato. Ainda não se sabe quando será o julgamento, o ministro Gilmar Mendes é quem vai decidir a nova data.

No fim de agosto, Zavascki havia pedido o adiamento do julgamento ao levar em consideração que Gleisi tinha o direito de acompanhar o julgamento contra ela e ponderou que a defesa da senadora poderia apontar algum tipo de nulidade caso a sessão ocorresse ao mesmo tempo em que ela atuou como juíza no processo de impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff no Senado.

O pedido foi atendido pelo presidente da turma, ministro Gilmar Mendes.

Segundo a acusação, Gleisi, Paulo Bernardo e o empresário Ernesto Krugler solicitaram e receberam vantagem indevida, em razão de funções públicas, no valor de R$ 1 milhão. O dinheiro teria sido destinado à campanha de Gleisi ao Senado em 2010. A senadora nega.


Cadastre-se e leia 10 matérias/mês de graça e receba conteúdo especializado

Cadastro Gratuito