Justiça

Direitos individuais

Reconhecimento facial para segurança avança na América Latina mesmo sem normas claras

Ao mesmo tempo em que demanda soluções para derrubar violência, região não tem regulação adequada sobre o tema

Pesquisadora Joy Buolamwini, do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), apontou viés racial em reconhecimento facial | Crédito: Divulgação Netflix

Responsável por um terço dos homicídios mundiais, mesmo com 9% da população, a América Latina é uma terra de oportunidades para o uso de novas tecnologias no combate ao crime e à violência urbana. Gestores públicos, ávidos por respostas rápidas, tendem a recorrer a tecnologias como o reconhecimento facial para amainar o sentimento de insegurança […]

Leia este texto gratuitamente

Cadastre-se e tenha acesso a dez conteúdos todo mês.

cadastre-se agora. é grátis!

Informações confiáveis, assertivas e úteis. ​Leia e entenda por que o JOTA ​foi eleito a melhor startup de informação do mundo.


Sair da versão mobile