Justiça

Audiência

Procuradoria do INSS recorre a violência no RJ para justificar ausência em audiência

Argumento: não há como garantir segurança nos deslocamentos pelas linhas Vermelha e Amarela até JF de Nova Iguaçu

Uma audiência no 2º Juizado Especial Federal de Nova Iguaçu que estava marcada para esta quarta-feira (7/2) não pode contar com a participação de um procurador representante do Instituto Nacional de Seguridade Social.

Em ofício enviado Justiça Federal de Nova Iguaçu, a Procuradoria Seccional Federal de Duque de Caxias informou que a ausência é motivada pela impossibilidade de garantir um deslocamento seguro para um representante do órgão.

Segundo o documento, a maioria dos procuradores lotados em Duque de Caxias, residem em locais em que é necessário passar por vias expressas como Linhas Amarela e Vermelha para chegar à sede da Justiça Federal de Nova Iguaçu.

A Seccional informou ainda que  conta com um procurador audiencista que está de férias durante o mês de fevereiro.

“Diante dos recentíssimos e reiterados episódios de violência ocorridos em tais vias e noticiados largamente nos meios de comunicação, acredita-se que não há segurança para que se exija o deslocamento dos procuradores neste momento, sob pena de submetê-los a grave risco. Tendo em vista o exposto, o procurador representante do INSS não comparecerá às audiências designadas para o dia 07/02/2018”, diz o documento.

 


Cadastre-se e leia 10 matérias/mês de graça e receba conteúdo especializado

Cadastro Gratuito