Justiça

TSE

Ministros e juristas repudiam assassinato da vereadora Marielle Franco

STJ, TSE e OAB falaram sobre a morte da vereadora, 5ª mais votada nas eleições de 2016 no Rio de Janeiro

A vereadora Marielle Franco, no plenário da Câmara Municipal do Rio de Janeiro. (Crédito: ASCOM/Câmara Municipal)

A presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministra Laurita Vaz, lamentou o que chamou de “bárbaro assassinato” da vereadora Marielle Franco, morta a tiros na noite de quarta-feira (14/03), no Rio de Janeiro.  Defensora dos Direitos Humanos e crítica à violência, a vereadora do PSOL integrava a Câmara Municipal do Rio de Janeiro desde […]

Leia este texto gratuitamente

Cadastre-se e tenha acesso a dez conteúdos todo mês.

cadastre-se agora. é grátis!

Informações confiáveis, assertivas e úteis. ​Leia e entenda por que o JOTA ​foi eleito a melhor startup de informação do mundo.


Sair da versão mobile