Justiça

Lewandowski manda SP arcar com tratamento de doença rara

Custo anual beira R$ 1 milhão

O presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Ricardo Lewandowski, negou recurso do Município de São Paulo contra decisão do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1) que determinara o fornecimento gratuito de medicamento importado indispensável ao tratamento de paciente portador de doença genética rara – hemoglobinúria paroxística noturna (HPN) – cujo custo anual foi orçado […]

Leia este texto gratuitamente

Cadastre-se e tenha acesso a dez conteúdos todo mês.

cadastre-se agora. é grátis!

Informações confiáveis, assertivas e úteis. ​Leia e entenda por que o JOTA ​foi eleito a melhor startup de informação do mundo.