Justiça

TJSP

Justiça manda prender Gil Rugai com base em nova jurisprudência do STF

Ele recorria em liberdade contra condenação a 33 anos de prisão

Reprodução EBC

O juiz Adilson Paukoski Simoni da 5ª Vara do Juri de São Paulo determinou nesta segunda-feira (22/02) a prisão de Gil Grego Rugai, que recorria em liberdade da condenação pela morte de seu pai, Luiz Carlos Rugai, e de sua madrasta, Alessandra de Fátima Troitino.

A decisão foi tomada após a mudança, na semana passada, de jurisprudência do Supremo Tribunal Federal sobre a execução de prisão. Por maioria, os ministros decidiram que condenados em segunda instância podem começar a cumprir a pena, alterando entendimento anterior firmado em 2009 de que isso só ocorreria após o trânsito em julgado.

A defesa de Rugai pretende recorrer da decisão.

O jovem foi condenado a 33 anos e 9 meses de reclusão. No ano passado, ele foi libertado pelo Superior Tribunal de Justica e aguardava recurso apresentado ao STF.

Leia a íntegra da decisão


Faça o cadastro gratuito e leia até 10 matérias por mês. Faça uma assinatura e tenha acesso ilimitado agora

Cadastro Gratuito

Cadastre-se e leia 10 matérias/mês de graça e receba conteúdo especializado

Cadastro Gratuito