Do Supremo

STF

Janot recorre de decisão de Toffoli que mandou soltar Paulo Bernardo

Em 29 de junho, o Toffoli concedeu o habeas corpus a Paulo Bernardo, apontando ter havido “constrangimento ilegal” na sua prisão.

Foto: Carlos Humberto/SCO/STF

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, recorreu ao Supremo Tribunal Federal, nesta terça-feira (2/8) contra a decisão do ministro Dias Toffoli, de 29 de junho, que libertou o ex-ministro do Planejamento Paulo Bernardo, preso na Operação Custo Brasil, que apurou o pagamento de mais de R$ 100 milhões em propina para funcionários públicos e agentes […]

Leia este texto gratuitamente

Cadastre-se e tenha acesso a dez conteúdos todo mês.

cadastre-se agora. é grátis!

Informações confiáveis, assertivas e úteis. ​Leia e entenda por que o JOTA ​foi eleito a melhor startup de informação do mundo.