Justiça

STJ

Herman Benjamin: Corrupção na Petrobras era “normal” para cúpula da empresa

Ministro do “maior processo da história do TSE” conta o que o impressionou nos depoimentos da Lava Jato

Ministro Herman Benjamin - STJ Crédito: Flickr/STJ

Antes de ouvir os depoimentos de envolvidos no escândalo da Petrobras, o ministro Herman Benjamin, relator do processo que pede a cassação da chapa Dilma/Temer no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), tinha a ideia de que a empreiteira estava “podre”. Agora, está convencido de que a corrupção na petroleira é localizada e concentrada, sobretudo, nos cargos […]

Leia este texto gratuitamente

Cadastre-se e tenha acesso a dez conteúdos todo mês.

cadastre-se agora. é grátis!

Informações confiáveis, assertivas e úteis. ​Leia e entenda por que o JOTA ​foi eleito a melhor startup de informação do mundo.