Justiça

Lava Jato

Força-tarefa da Lava Jato ataca Câmara e ameaça renunciar

Em nota, procuradores dizem que mudanças em pacote anticorrupção é tentativa de “estancar a sangria”

Brasília - O Procurador da República, coordenador da Força Tarefa do Ministério Público Federal na Operação Lava Jato, Deltan Dallagnol, durante comissão geral da Câmara dos Deputados para discutir o Projeto de Lei 4850 de 2016 que estabelece dez medidas de combate à corrupção, a crimes contra o patrimônio público e ao enriquecimento ilícito de agentes públicos. (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Em reação às mudanças feitas pela Câmara no pacote anticorrupção, procuradores da Operação Lava Jato que atuam em Curitiba divulgaram nota nesta quarta-feira (30/11) indicando que podem renunciar coletivamente caso a proposta de abuso de autoridade seja confirmada pelo Congresso. O texto foi aprovado por deputados e, agora, segue para votação no Senado. “A força-tarefa […]

Leia este texto gratuitamente

Cadastre-se e tenha acesso a dez conteúdos todo mês.

cadastre-se agora. é grátis!

Informações confiáveis, assertivas e úteis. ​Leia e entenda por que o JOTA ​foi eleito a melhor startup de informação do mundo.