Do Supremo

STF

Exigência de ensino religioso em audiência pública no STF

Ministro Luis Roberto Barroso deseja ver debate entre religiosos, ateus e agnósticos

Crédito Dorivan Marinho/SCO/STF

Há cinco anos em tramitação no Supremo Tribunal Federal (STF), somente agora a ação direta de inconstitucionalidade 4.439, que contesta a obrigatoriedade de ensino religioso nas escolas públicas, será tema de audiência pública convocada pelo relator do processo, ministro Luís Roberto Barroso. Serão convidados para a audiência católicos, evangélicos, judeus, espíritas, umbandistas e muçulmanos. E, […]

Leia este texto gratuitamente

Cadastre-se e tenha acesso a dez conteúdos todo mês.

cadastre-se agora. é grátis!

Informações confiáveis, assertivas e úteis. ​Leia e entenda por que o JOTA ​foi eleito a melhor startup de informação do mundo.