Justiça

CNJ

CNJ tem maioria para aposentar juiz acusado de destruir provas

O juiz Rafael Fonseca foi condenado à aposentadoria compulsória pelo TJRJ e deve ter a pena mantida pelo CNJ

Foto: Gil Ferreira/Agência CNJ

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) tem maioria para manter a proibição do exercício da profissão ao juiz Rafael de Oliveira Fonseca, acusado de autorizar escutas ilegais, destruir provas, atuar em processos que não lhe competiam e repassar armas, carros e outros bens apreendidos pela polícia a assessores. O magistrado foi condenado à penalidade máxima […]

Leia este texto gratuitamente

Cadastre-se e tenha acesso a dez conteúdos todo mês.

cadastre-se agora. é grátis!

Informações confiáveis, assertivas e úteis. ​Leia e entenda por que o JOTA ​foi eleito a melhor startup de informação do mundo.