Justiça

CNJ

CNJ proíbe juiz de atuar em causa de escritório de parente

Proposta foi apresentada pela Ordem dos Advogados do Brasil

Gil Ferreira/Agência CNJ

O Conselho Nacional de Justiça aprovou, na terça-feira (03/03), a Resolução nº 200, que proíbe juízes de atuarem em processos nos quais o advogado de uma das partes seja o seu cônjuge, companheiro ou qualquer parente, consanguíneo ou afim, em linha reta (filhos, netos, bisnetos) ou na linha colateral (tios e primos). O impedimento também […]

Leia este texto gratuitamente

Cadastre-se e tenha acesso a dez conteúdos todo mês.

cadastre-se agora. é grátis!

Informações confiáveis, assertivas e úteis. ​Leia e entenda por que o JOTA ​foi eleito a melhor startup de informação do mundo.