Justiça

Contratos

Cármen Lúcia não vai julgar embate entre Cemig e União

Para ministra, não há urgência que justificaria substituição do relator Dias Toffoli

Cármen Lúcia checagem jornalística
Foto: José Cruz/Agência Brasil

A briga entre União e Cemig pela concessão de usinas hidrelétricas não terá um desfecho durante o recesso do judiciário. A ministra Cármen Lúcia, presidente do Supremo Tribunal Federal, afirmou que não há urgência para justificar a sua atuação em substituição ao relator do caso, ministro Dias Toffoli, já que o leilão das quatros usinas […]

Leia este texto gratuitamente

Cadastre-se e tenha acesso a dez conteúdos todo mês.

cadastre-se agora. é grátis!

Informações confiáveis, assertivas e úteis. ​Leia e entenda por que o JOTA ​foi eleito a melhor startup de informação do mundo.