Do Supremo

STF

Barroso nega de novo regime aberto para João Paulo Cunha

Ministro não aceita argumento da defesa

Crédito Nelson Jr./SCO/STF

O ministro Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal, relator da fase executória da ação penal do mensalão, negou, novamente, pedido de progressão para o regime aberto do ex-deputado federal João Paulo Cunha, condenado a 6 anos e 4 meses por corrupção passiva e peculato, e cumprindo pena no regime semiaberto, em Brasília. A defesa alegou, […]

Leia este texto gratuitamente

Cadastre-se e tenha acesso a dez conteúdos todo mês.

cadastre-se agora. é grátis!

Informações confiáveis, assertivas e úteis. ​Leia e entenda por que o JOTA ​foi eleito a melhor startup de informação do mundo.