Do Supremo

STF

Barroso vê impunidade se Itália não extraditar Pizzolato

Ministro descarta “analogia” com caso de Cesare Battisti

Crédito Fellipe Sampaio /SCO/STF

O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal, relator das execuções penais no processo do mensalão, afirmou, nesta quinta-feira (12/2), que “haverá uma sensação de impunidade” caso o governo italiano se recuse a extraditar Henrique Pizzolato. O ex-diretor do Banco do Brasil, condenado a 12 anos e 7 meses de prisão na ação penal […]

Leia este texto gratuitamente

Cadastre-se e tenha acesso a dez conteúdos todo mês.

cadastre-se agora. é grátis!

Informações confiáveis, assertivas e úteis. ​Leia e entenda por que o JOTA ​foi eleito a melhor startup de informação do mundo.