Justiça

Sucessão de Dodge

Augusto Aras defendeu procurador acusado de bater na esposa sob influência de pastora

Indicado para o cargo de PGR argumentou que não é dono da própria vontade quem está submetido à força de Deus

Augusto Aras educação
Antônio Augusto Brandão de Aras, PGR Crédito: Roberto Jayme/Ascom/TSE

Indicado para assumir a Procuradoria-Geral da República (PGR) e suceder Raquel Dodge na chefia do Ministério Público Federal, Augusto Aras conseguiu a atenção do presidente Jair Bolsonaro ao mostrar perfil conservador e alinhado ideologicamente buscado por ele. Um episódio de 2016 no Conselho Superior do Ministério Público Federal chama a atenção pelo posicionamento de Aras. […]

Leia este texto gratuitamente

Cadastre-se e tenha acesso a dez conteúdos todo mês.

cadastre-se agora. é grátis!

Informações confiáveis, assertivas e úteis. ​Leia e entenda por que o JOTA ​foi eleito a melhor startup de informação do mundo.