Jotinhas

Direitos Humanos

Tania Reneaum Panszi é escolhida para o cargo de secretária-executiva da CIDH

Entre os finalistas, estava Melina Fachin, única brasileira a concorrer ao cargo

Foto: Corte Interamericana de Direitos Humanos - Acervo

A advogada mexicana Tania Reneaum Panszi foi selecionada para ocupar o cargo de secretária-executiva da Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH). O anúncio foi publicado pelo órgão na última semana (4/5).

Reneaum é doutora em Direito, mestre em direito Penal e Problemas Sociais e em Ciências Jurídicas. Há mais de 23 anos atua na área de direitos humanos e atualmente é diretora-executiva da Anistia Internacional no México.
O trabalho tem duração de quatro anos, podendo ser renovado apenas uma vez. No total, a CIDH recebeu 92 postulações. Entre os finalistas, estavam Melina Fachin (Brasil), Andrés Emilio Mahnke Malschafsky (Chile), Carlos Alfonso Negret Mosquera (Colômbia), Celia Medrano (El Salvador), Javier Vasquez (EUA), José Antonio Guevara Bermúdez (México), Karla I. Quintana Osuna (México), María Claudia Pulido (Colômbia), Nadia Alejandra Cruz Tarifa (Bolívia) e Tania Reneaum Panszi (México).

De acordo com o órgão, a seleção de Reneaum “foi resultado de um processo amplo, aberto, transparente e participativo”.