Jotinhas

Rollemberg

Corte Especial do STJ absolve governador do DF de queixa por calúnia

Queixa-crime havia sido proposta pelo médico Gutemberg Fialho, presidente licenciado do Sindicato dos Médicos

calúnia

O governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg (PSB), foi absolvido por unanimidade pela Corte Especial do Superior Tribunal de Justiça (STJ) nesta quarta-feira (03/10). Ele era alvo de uma queixa-crime por calúnia e difamação proposta pelo médico Gutemberg Fialho, presidente licenciado do Sindicato dos Médicos do DF. Trata-se da Ação Penal 887.

Candidato a deputado distrital, Fialho acusava Rollemberg por declarações feitas durante um evento político em Ceilândia, cidade satélite de Brasília. “Se está faltando médico nos hospitais, veja o quanto ganha o presidente do Sindicato dos Médicos sem trabalhar. Veja o quanto é o salário dele. Na rede privada ele trabalha, mas na rede pública ele não trabalha”, disse o governador da ocasião.

O Ministério Púbico Federal (MPF) deu parecer pela absolvição de Rollemberg, orientação que foi seguida pelo relator do caso, ministro Raul Araújo. Ele foi seguido por todos os demais integrantes do colegiado.  A Corte Especial – formada pelos 15 juízes mais antigos do STJ –  é responsável por julgar questões envolvendo governadores de estado.


Você leu 1 de 3 matérias a que tem direito no mês.

Login

Cadastre-se e leia 10 matérias/mês de graça e receba conteúdo especializado

Cadastro Gratuito