Jotinhas

MPSP

Smanio é reconduzido ao cargo de PGJ do MPSP por mais dois anos

Posse deve ser tomada em sessão extraordinária do Órgão Especial no dia 16 de abril, quando termina atual mandato

Gianpolo Smanio, PGJ do MPSP
Gianpolo Smanio, PGJ do MPSP / Crédito: Flickr/@agriculturasp

O governador do estado de São Paulo Márcio França (PSB) assinou nesta quarta-feira (11/4), no Palácio dos Bandeirantes, decreto que reconduz Gianpaolo Poggio Smanio ao cargo de procurador-geral de Justiça pelos próximos dois anos.

O PGJ deverá tomar posse perante o Órgão Especial do Colégio de Procuradores em sessão extraordinária convocada para as 14 horas do dia 16 de abril, data em que termina o atual mandato.

Em eleição entre os membros do Ministério Público do Estado de São Paulo no último sábado, Smanio obteve 1.178 votos, contra 663 de Valderez Abbud e 358 votos de Márcio Christino.

+JOTA: Só 4% dos funcionários do MPSP são negros

Quase 97% dos promotores e procuradores de Justiça do Ministério Público do Estado de São Paulo participaram da eleição para a lista tríplice.

Smanio é bacharel em Direito pela Universidade de São Paulo (USP), mestre e doutor em Direito pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) e professor da Universidade Presbiteriana Mackenzie.

Anteriormente foi subprocurador-geral de Justiça Institucional do Ministério Público do Estado de São Paulo e coordenador do Centro de Apoio às Promotorias de Justiça Criminais (CAO Criminal) e do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO). Tem 21 livros publicados, como autor, coautor ou organizador. Em sua maior parte, as obras versam sobre Direito Penal.


Você leu 0 de 3 matérias a que tem direito no mês.

Login

Cadastre-se e leia 10 matérias/mês de graça e receba conteúdo especializado

Cadastro Gratuito