Jotinhas

Punição a caminho

O corregedor geral da Justiça Federal, Humberto Martins, afirmou que não houve punição até agora de nenhum juiz substituto que tenha participado de paralisação, em outubro, como protesto contra a falta de gratificação pelo acúmulo de processos. Ele esteve na noite dessa quinta-feira (18/12) na cerimônia de diplomação da presidente Dilma Rousseff, no TSE. Segundo o ministro, ficou para o início do próximo ano do Judiciário o resultado de algumas sindicâncias, que atingem principalmente juízes substitutos do Rio de Janeiro. “Foi dada a oportunidade dos juízes responderem. Alguns casos ainda estão dentro do prazo. Outros casos foram constatados posteriormente. Mas os primeiros processos estão sendo marcados para fevereiro”, afirmou Martins. Segundo o ministro, no caso de Brasília, os processos devem levar mais tempo para serem concluídos porque foi preciso consultar também o Ministério Público.

JOTA – Brasília

Leia este texto gratuitamente

Cadastre-se e tenha acesso a dez conteúdos todo mês.

cadastre-se agora. é grátis!

Informações confiáveis, assertivas e úteis. ​Leia e entenda por que o JOTA ​foi eleito a melhor startup de informação do mundo.