Jotinhas

Caso triplex

Defesa de Lula pede que STJ considere conversas de Moro ao julgar embargos

Para a defesa, por envolverem questão de ordem pública, as trocas de mensagens não poderiam ser ignoradas

Lula - Lula agregador de pesquisas do JOTA
Crédito: Ricardo Stuckert

A defesa do ex-presidente Lula pediu que o ministro Felix Fischer, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), leve em consideração as conversas divulgadas recentemente pelo site The Intercept no julgamento dos embargos de declaração do recurso envolvendo o petista no tribunal.

Em petição encaminhada ao tribunal nessa terça-feira (18/06) os advogados do ex-presidente afirmam que as mensagens reveladas pelo site, trocadas entre o atual ministro da Justiça Sergio Moro e procuradores da força-tarefa da Lava Jato, demonstram “situações incompatíveis com a ‘exigência de exercício isento da função jurisdicional’”.

Ainda, segundo a defesa, por envolverem questão de ordem pública, as informações divulgadas pelo Intercept não poderiam ser ignoradas.

Em abril a 6ª Turma do STJ fixou em oito anos, dez meses e 20 dias de prisão a pena de Lula pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do tríplex do Guarujá. Fischer é o relator do processo, e não há data para que os embargos sejam julgados.


Faça o cadastro gratuito e leia até 10 matérias por mês. Faça uma assinatura e tenha acesso ilimitado agora

Cadastro Gratuito

Cadastre-se e leia 10 matérias/mês de graça e receba conteúdo especializado

Cadastro Gratuito