Jotinhas

Depois da lista…

Recebida e revelada a lista de políticos investigados na Operação Lava Jato, o Supremo Tribunal Federal (STF) começa a disponibilizar os trechos das delações premiadas e os documentos que embasam os inquéritos. Ali se lê, por exemplo, que o ex-diretor da Petrobrás Paulo Roberto Costa cita os nomes do ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral (PMDB) e do ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos (PSB). No depoimento que prestou, Paulo Roberto Costa disse ter se reunido com Cabral e com o governador do Rio Luiz Fernando Pezão para discutir doações para a campanha via caixa 2. De acordo com Paulo Roberto Costa, o principal financiador teria sido o consórcio Compar, integrado por OAS, Odebrecht e UTC. Juntas, as empresas contribuíram com R$ 30 milhões.

JOTA – Brasília

Leia este texto gratuitamente

Cadastre-se e tenha acesso a dez conteúdos todo mês.

cadastre-se agora. é grátis!

Informações confiáveis, assertivas e úteis. ​Leia e entenda por que o JOTA ​foi eleito a melhor startup de informação do mundo.