Jotinhas

'Democracia consolidada'

‘No Brasil não há preso político’, diz presidente do STJ

Segundo João Otávio de Noronha no Brasil há políticos presos, o que ‘não arranha a democracia’

preso político Noronha - recurso
Crédito G.Dettmar/Agência CNJ

“No Brasil não há preso político”, declarou nesta sexta-feira (1/2) o presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), João Otávio de Noronha. “O Brasil tem político preso. O que é outra coisa. Não arranha a democracia, está longe de arranhar. Está confirmado o estado de liberdade que vivemos”, complementou.

Noronha discursou na sessão que inaugurou os trabalhos do STJ em 2019, ano em que a Corte comemora 30 anos. Na sessão desta sexta-feira (1/2), o presidente do STJ ressaltou que a Constituição vigora há 31 anos, período que ele considerou como o mais longo vivido pelo Brasil sem incidentes que machucassem a democracia. “Costumo dizer que o Brasil vive um momento de esplendor democrático”, afirmou.

Após dizer que a democracia está consolidada no Brasil, o presidente do STJ negou haver presos políticos no país. Noronha disse ter dado declaração semelhante ao discursar no J20, a Conferência Judicial das Supremas Cortes do G20. A reunião ocorreu em Buenos Aires, em outubro do ano passado.

A declaração vem poucos dias após o pedido do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva para comparecer ao velório do seu irmão, Genival Inácio da Silva, desaguar no Judiciário. Lula, que foi condenado em segunda instância pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do triplex no Guarujá (SP) e está preso em Curitiba (PR) desde abril de 2018, se considera um preso político.


Faça o cadastro gratuito e leia até 10 matérias por mês. Faça uma assinatura e tenha acesso ilimitado agora

Cadastro Gratuito

Cadastre-se e leia 10 matérias/mês de graça e receba conteúdo especializado

Cadastro Gratuito