Eleições

Eleições 2018

Candidatos que se associaram a Bolsonaro vencem nos 3 maiores colégios eleitorais

João Doria, em São Paulo, Romeu Zema, em Minas Gerais, e Wilson Witzel, no Rio de Janeiro, foram eleitos

Doria Bolsonaro
O ex-prefeito e atual governador de São Paulo, João Doria, do PSDB / Crédito: André Bueno/ CMSP

O efeito positivo de se associar ao novo presidente Jair Bolsonaro (PSL) se mostrou eficaz. Nos três maiores colégios eleitorais do país, que concentram 60 milhões dos 147 milhões de eleitores brasileiros, os candidatos que se aproximaram de Bolsonaro foram vitoriosos.

Em São Paulo, a estratégia de João Doria (PSDB) de se posicionar como antipetista e declarar apoio a Bolsonaro lhe rendeu a vitória no maior estado do país. Com 51,75% dos votos válidos, Doria garantiu mais quatro anos ao PSDB no governo do estado. O partido está à frente da gestão estadual desde 1994.

No Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC) venceu a disputa contra Eduardo Paes (DEM), com 59,8% dos votos válidos. Em Minas Gerais, o candidato Romeu Zema (NOVO) ganhou com ampla vantagem de Antonio Anastasia (PSDB), com 71% dos votos válidos.

O efeito positivo de Bolsonaro pôde ser visto em diversos pleitos estaduais. No Centro-Oeste, os eleitores do Mato Grosso do Sul e Distrito Federal voltaram às urnas para definir seu novo governador.

Na capital federal, Ibaneis (MDB) venceu o atual governador Rodrigo Rollemberg (PSB) com 66% dos votos válidos. Em uma disputa apertada, Reinaldo Azambuja (PSDB) venceu com 52,35% dos votos válidos ante 47,65% do candidato Juiz Odilon (PDT) e será o novo governador do Mato Grosso do Sul.

Na região Norte, cinco estados tiveram a definição eleitoral no 2º turno. No Amazonas, outro candidato que colou sua imagem à de Bolsonaro se saiu vitorioso. Wilson Lima (PSC) obteve 59,81% dos votos válidos ante 39,19% de Amazonino Mendes (PDT).

No Amapá, o candidato Capi 40 (PSB) venceu com margem apertada com 52,37% dos votos válidos. No Pará, Helder Barbalho (MDB) será o novo governador. Ele venceu o pleito com 55,31% dos votos válidos contra Marcio Miranda (DEM).

Em Rondônia, o candidato Coronel Marcos Rocha (PSL) venceu com 65,83% dos votos válidos ante 34,17% de Expedito Junior (PSDB).

No Sul, Santa Catarina e Rio Grande do Sul definiram seus novos governadores. Em Santa Catarina, o candidato Comandante Moisés (PSL) venceu Gelson Merísio (PSD) com 71% dos votos.

No Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB) venceu com 53,40% dos votos válidos ante 46,60% do atual governador Ivo Sartori (MDB). Ambos eram entusiastas de Bolsonaro.

No Nordeste, foram definidos dois novos governadores. No Rio Grande do Norte, Fatima Bezerra (PT) obteve 57,55% dos votos válidos ante 42,45% do adversário Carlos Eduardo (PDT). Em Sergipe, venceu o candidato Belivaldo (PSD), com 64,81% dos votos. Valadares Filho (PSB) teve 35,19% dos votos.

Os números podem variar até o final da apuração. No estado de Roraima, o pleito ainda não estava definido, mas às 19h32 Antonio Denarium (PSL) liderava com 53,68% dos votos ante 46,32% de Anchieta (PSDB).


Cadastre-se e leia 10 matérias/mês de graça e receba conteúdo especializado

Cadastro Gratuito