Docs

Lava Jato

Íntegra do voto de Celso de Mello contra tirar delação da Odebrecht de Moro

Maioria da 2ª Turma decidiu que depoimentos sobre Lula devem ser enviados para Justiça Federal de SP

Nelson Meurer, primeiro caso da Lava Jato a ser julgado
Decano da Corte, o ministro Celso de Mello- Crédito: Nelson Jr/ SCO-STF

Leia a íntegra do voto do ministro Celso de Mello, decano do Supremo Tribunal Federal (STF), no julgamento de um recurso interposto pelo ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva contra a inclusão de trechos de delações da Odebrecht nas ações penais do sítio de Atibaia (SP)  e do Instituto Lula, que tramitam na Justiça Federal do Paraná.

Assim como sustentara o Min. Edson Fachin, relator originário do caso, Celso defendeu que os depoimentos  deveriam ser encaminhados ao juiz Federal Sérgio Moro, em Curitiba,  por razões legais de conexão, e não para a Justiça Federal de São Paulo.

Os ministros Dias Toffoli, Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski votaram pelo envio para a Justiça Federal de São Paulo. 


Faça o cadastro gratuito e leia até 10 matérias por mês. Faça uma assinatura e tenha acesso ilimitado agora

Cadastro Gratuito

Cadastre-se e leia 10 matérias/mês de graça e receba conteúdo especializado

Cadastro Gratuito