Liberdade de Expressão

FAKE NEWS

Facebook não tem de indenizar família de mulher linchada depois de fake news

Mulher foi morta ao ser confundida com uma inexistente sequestradora de crianças, denunciada em página do Facebook

mulher linchada
Retrato falado de sequestradora de crianças inexistente divulgado no Facebook / Crédito: Reprodução

O juiz Christopher Alexander Roisin, da 3ª Vara Cível do Foro Central de São Paulo, negou um pedido de indenização de R$ 36 milhões contra o Facebook por causa de um conteúdo inverídico divulgado numa página da rede social que levou ao linchamento da dona de casa Fabiane Maria de Jesus, de 33 anos. A […]

Leia este texto gratuitamente

Cadastre-se e tenha acesso a dez conteúdos todo mês.

cadastre-se agora. é grátis!

Informações confiáveis, assertivas e úteis. ​Leia e entenda por que o JOTA ​foi eleito a melhor startup de informação do mundo.