Márcio Falcão

Editor

Últimas notícias

  1. Brasília - DF, 14/06/2016. Presidenta Dilma Rousseff durante entrevista para agências de noticias internacionais.
  2. Crédito Ricardo Stuckert/ Instituto Lula

    Teori Zavascki

    Teori diz que há tentativa da defesa de Lula de “embaraçar” investigações da Lava Jato

    Ministro do STF vê ‘insistência’ dos advogados em dizer que a apuração é ilegal

  3. Plenário do Senado Federal durante sessão deliberativa extraordinária para votar a Denúncia 1/2016, que trata do julgamento do processo de impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff por suposto crime de responsabilidade.Mesa: advogado da presidente afastada, José Eduardo Cardozo; presidente afastada Dilma RousseffFoto: Marri Nogueira/Agência Senado

    Impeachment

    Votação única do impeachment violaria consciência dos senadores, diz defesa de Dilma ao STF

    Segundo a petista, se o STF decidir anular a divisão das votações terá que invalidar o julgamento da denúncia que apontou que Dilma cometeu crime de responsabilidade e também a pena de perda do cargo.

  4. Crédito @Wikimedia Commons

    MPF

    MPF vê desvios da Funcef até em salas da antiga sede da OAB

    O Ministério Público Federal identificou que R$ 636 mil foram desviados dos cofres da Funcef, fundo de pensão dos servidores da Caixa Econômica Federal, numa negociação envolvendo oito salas e duas vagas do Edifício-Sede da Ordem dos Advogados do Brasil, em Brasília

  5. Crédito Por Rodrigo César (Trabalho próprio pelo carregador) [Public domain], undefined

    Polícia Federal

    Fundos de pensão foram vítimas de atos delituosos, diz juiz

    PF apura operações fraudulenta e temerárias contra os fundos que podem ultrapassar R$8 bi

  6. Foto: Carlos Humberto/SCO/STF
  7. Foto: Ana Volpe/Agência Senado

    STF

    Impeachment de Dilma: Um novo cenário para o Supremo

    Ministros não cogitavam fatiamento das penas

  8. Carlos Humberto/SCO/STF (03/11/2015) gilmar mendes

    STF

    Fatiamento da votação de Dilma no Senado é bizarro, diz Gilmar Mendes

    Ministro do STF comentou decisão do Senado de separar votação sobre perda do cargo de Dilma e sua inabilitação a cargo público

  9. Plenário do Senado Federal durante sessão deliberativa extraordinária para votar a Denúncia 1/2016, que trata do julgamento do processo de impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff por suposto crime de responsabilidade.Mesa: advogado da presidente afastada, José Eduardo Cardozo; presidente afastada Dilma RousseffFoto: Marri Nogueira/Agência Senado
  10. Não quis ofender bêbados ao criticar Ficha Limpa, diz Mendes

    “Eu falei que essa lei tinha sido feita por pessoas não muito lúcidas, por conta desses problemas todos”

Recomendados

Justiça

Carreira

Tributário

Concorrência

Trabalho

Colunas

Artigos

Eleições 2018