Diego Werneck Arguelhes

Professor Associado do Insper Instituto de Ensino e Pesquisa.

A liberação de cultos por Nunes Marques, uma das piores decisões da história do STF

Supremo deve aproveitar a oportunidade para derrubar a decisão e mostrar que ainda é um tribunal.

Indicado para exercer o cargo de ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Kassio Nunes Marques à mesa / Crédito: Marcos Oliveira/Agência Senado

Últimas Notícias sobre

  1. Rodrigo Maia: “Se você olhar a forma como fala o ministro da Economia, parece que todas as soluções do Brasil estão só no parlamento”. Crédito: Marcelo Camargo/Agência Brasil

    Supra

    O fim do mandato de Maia e a abertura do impeachment

    Fato de Maia ser agora um “lame duck” é, na verdade, uma vantagem relativa

    Luiz Fernando Gomes Esteves, Diego Werneck Arguelhes

  2. Presidente da República, Jair Bolsonaro durante Visita Institucional à Câmara dos Deputados / Crédito: Marcos Corrêa/PR

    Direito Constitucional

    O duplo papel da Câmara no impeachment: autorizar e investigar

    A Câmara precisa ser a casa do povo também no sentido de resolver a assimetria de poder entre o cidadão comum e o PGR

    Diego Werneck Arguelhes

  3. O ministro Alexandre de Moraes durante sessão plenária do Supremo Tribunal Federal (STF) / Crédito: Marcelo Camargo/Agência Brasil

    Supra

    O STF e a reeleição no Congresso: plenário virtual como estratégia e camuflagem

    Quanto mais desejável for o debate e a interação entre ministros, mais razão para decidir no plenário presencial

    Thomaz Pereira, Diego Werneck Arguelhes

  4. Os ministros do Supremo Tribunal Federal

    SUPRA

    O STF e a reeleição das mesas do Congresso Nacional: um poder desconstituinte?

    Quando ministros fazem algo distinto da “interpretação” da norma

    Diego Werneck Arguelhes, Thomaz Pereira

  5. Ministro Gilmar Mendes preside sessão por videoconferência da 2ª turma. Foto: Nelson Jr./SCO/STF

    Supra

    O Supremo e a reeleição das mesas no Congresso: entre sofismas e passes de mágica

    No Brasil de hoje, obedecer a Constituição significa respeitar aquilo que ela determina e não aquilo que não diz

    Thomaz Pereira, Diego Werneck Arguelhes

  6. Foto: Marcos Corrêa/PR/ Fotos Públicas

    SUPRA

    O STF pode determinar o bloqueio de perfis em redes sociais?

    Mais uma vez, o inquérito coloca ministros do Supremo e a presidência da República em tensão

    Clara Iglesias Keller, Diego Werneck Arguelhes

  7. Ministro Celso de Mello com jornalistas após sessão plenária. Foto: Fellipe Sampaio/SCO/STF

    Análise

    A palavra e o poder: o STF e a separação de Poderes na jurisprudência de Celso de Mello

    Que futuros leitores das teses radicais do ministro não se esqueçam de que ele também foi capaz de ajustar o curso para evitar choques

    Diego Werneck Arguelhes

  8. Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Ag. Brasil

    SUPRA

    Caso Queiroz: um foro triplamente privilegiado?

    Defesa de Flávio Bolsonaro coloca o TJRJ em tensão com o Supremo

    Diego Werneck Arguelhes

  9. Crédito: Marcos Corrêa/PR

    Separação dos Poderes

    Intervenção Militar é Golpe: é só ler a Constituição

    Apesar de o Direito comportar divergências, também é possível encontrar ‘terraplanismos’ jurídicos

    Thomaz Pereira, Diego Werneck Arguelhes

  10. Presidente da República, Jair Bolsonaro na rampa do Palácio do Planalto. Crédito: Isac Nóbrega/PR

    Análise

    Criticar sim, ameaçar nunca: a reação de Bolsonaro contra o Supremo

    Se Bolsonaro puder escolher quais decisões cumpre, e quais não cumpre, o que terá acabado será a democracia

    Diego Werneck Arguelhes, Juliana Cesario Alvim Gomes, Thomaz Pereira

Recomendados

LGPD

Casa JOTA

Aprovômetro

TJSP

Reforma tributária

reforma administrativa

Regulação

Liberdade de Expressão


Sair da versão mobile