Camilla Ayala Felisberto Silva

Graduada e mestra em Direito Privado pela PUC Minas; pós-graduada em Direito Civil Aplicado pelo Instituto de Educação Continuada (IEC/PUC Minas) e em Direito Civil e Processual Civil pelo Instituto Pró Jurídico Democrático (IPROJUDE). Graduanda em Letras – Licenciatura Português/Inglês pela PUC Minas; extensionista e pesquisadora no Projeto LER – Leitura e Escrita com refugiados e migrantes (PUC Minas). Advogada do Núcleo de Prática Jurídica SAJ da PUC Minas. Diretora-executiva do Instituto Aruna e diretora regional do IJB-MG (Instituto de Juristas Brasileiras)

A atuação com perspectiva de gênero por um Judiciário mais igualitário

Apesar de evolução legislativa e jurisprudencial, ainda é possível ver mulheres sendo vítimas de um sistema sexista

perspectiva de gênero
Crédito: Unsplash

Últimas Notícias sobre

  1. Arco-íris ao entardecer visto da Estátua da Justiça. Crédito: Fellipe Sampaio/SCO/STF

    Elas no JOTA

    20 anos do Código Civil: uma trajetória de retrocessos, avanços e incertezas

    Embora tenha ‘nascido velho’, texto de 2002 garantiu um modelo de justiça mais igualitário

    Camilla Ayala Felisberto Silva, Fernanda Botelho de Oliveira Dixo